Seguidores

segunda-feira, outubro 30, 2006

Saudades

Olá amigos queridos.
Saudades de estar mais vezes por aqui, mas chegando o fim de ano, as coisas começam a complicar , por causa dos trabalhos de artesanato, tenho muita coisa pra fazer e preciso aproveitar, afinal fazer o que se gosta e ainda ganhar pra isso , não é pra todos, heheheh
Estou bem das costas , ainda bem, acabei recorrendo a massagens, já na segunda me sentia outra pessoa, não era nada na coluna, e sim tensão, vamos ver se consigo relaxar mais .Vou tentar.
Uma semana abençoada pra todos.
Muitos beijos
Déia




terça-feira, outubro 24, 2006

Não é vão ...





Boa tarde.
Vim falar que estou seguindo com meus remédios e espero estar bem rapidinho, rssss.
Hoje logo que cheguei no Projeto Crescendo/Ong Ação Vida, tive uma grata surpresa, com uma das crianças, uma garotinho que é danado, mas terrivelmente danado, sendo muito bondosa com ele, me presenteou com uma florzinha que pegou no caminho pra me dar, quase chorei de tanta emoção, foi uma das coisas mais lindas que já recebi, amei.
Foi uma sensação tão gostosa, tão gratificante, em ver que mesmo em meio a tanta hostilidade, tantas agressões físicas, verbais, depois de parecer que nada do que faço tem nenhum valor pra ele, ele vem com este lindo presente, me fez ver que meu trabalho não é vão, que alguma coisa boa tenho conseguido plantar no coraçãozinho dele, isso valeu o meu dia, como valeu.
Este projeto onde eu trabalho como voluntária, atende 150 crianças carentes da comunidade , próximo a minha casa, divididos em duas horários, contrário a escola regular, eles tem aula de reforço escolar, saúde, cultura e educação cristã, além de fazerem duas refeições no local.
Muitas vezes parece que eles estão lá simplesmente pela comida, muitos repetem várias vezes o almoço, é algo extraordinário de se ver.
Quase todos são tão rebeldes, agressivos, brigam entre si, xingam umas às outras, a nós monitoras das salas, fazem gestos "feios", poucos obedecem, respeitam, mas sei que isso é reflexo do que a maioria vive e vivenciam em suas casas, é um grande desafio, muitas vezes parece que estamos falando com as paredes, mas diante deste gesto, eu vi que não é bem assim, algo eles tem aprendido, sobre carinho, cuidado, respeito, tenho certeza que com este presente ele quis me agradecer por alguma coisa, e foi a maneira que encontrou de fazê-lo.
E eu adorei.
Obrigada Gabriel, eu te amo.
Obrigada meu Deus de me dar esta oportunidade e privilégio de fazer algo por eles e com isso aprender e melhorar a cada dia como pessoa.
Linda tarde.
Muitos beijos e analgésicos, rsss.

segunda-feira, outubro 23, 2006

Olá

Bom dia amigos.
Como foi o fim-de-semana ?
O meu vou dizer que o meu foi bom levando em quanto o domingo , que sempre é perfeito pra mim , por que no sábado fiquei com tanta tristeza, que ai ai ai. Nem vou entrar em detalhes, rsss.
Estava pensando em como este ano passou voando , estou a pouco mais de 30 dias pro meu aniversário , nem havia me dado conta disto , eu amo fazer aniversário ,não tenho nenhum problema em envelhecer , heheheh , mas olha os sinais da idade já começam a ser notados .
Estou atrasada com algumas visitas , mas estou a 5 dias a base de muito analgésico e outros , por conta de uma dor terrível nas costas, mais precisamente na omoplata , é uma coisa insuportável, não tenho conseguido, fazer nada direito , ler, escrever , assitir tv , tampouco ficar em frente ao pc , nem sei se tanto pela dor ou por estar dopada de tantos analgésicos, então , amores, assim que estiver bem , faço tudo rapidinho, me aguardem.
Uma semana iluminada pra todos.
Muitos beijos

quinta-feira, outubro 19, 2006

...




Inconfesso desejo



Queria ter coragem

Para falar deste segredo

Queria poder declarar ao mundo

Este amor
Não me falta vontade

Não me falta desejo

Você é minha vontade

Meu maior desejo
Queria poder gritar

Esta loucura saudável

Que é estar em teus braços

Perdido pelos teus beijos
Sentindo-me louco de desejo

Queria recitar versos

Cantar aos quatros ventos
As palavras que brotam

Você é a inspiração

Minha motivação

Queria falar dos sonhos
Dizer os meus secretos desejos

Que é largar tudo

Para viver com você

Este inconfesso desejo



Drummond

quarta-feira, outubro 18, 2006

Bom dia

Há vários dias venho cantando esta música, fui buscar no baú, e tem tudo com a fase que estou passando agora, vou botar a tradução, acho que fica mais fácil.
Lindo dia.
Milhões de beijos bem doces.

I Can See Clearly Now (tradução)

Jimmy Cliff

Eu posso ver claramente agora, a chuva se foi
Eu posso ver todos os obstáculos no meu caminho
As nuvens pretas que me deixavam cego já foram
Será um brilhante, um brilhante dia de sol
Será um brilhante, um brilhante dia de sol

Oh sim, eu posso ver agora que a dor se foi
Todos os sentimentos ruim desapareceram
Aqui está o arco-íris, que tanto rezei
Será um brilhante, um brilhante dia de sol

Olhe ao redor, não há nada além do céu azul
Olhe bem à frente, não há nada além do céu azul

Eu posso ver claramente agora, a chuva se foi
Posso ver todos os obstáculos no meu caminho
Aqui está o arco-íris, que tanto rezei
Vai ser um brilhante, um brilhante dia de sol
Vai ser um brilhante, um brilhante dia de sol
Verdadeiro...brilhante, brilhante dia de sol
Sim, ei, vai ser um brilhante,
um brilhante dia de Sol

segunda-feira, outubro 16, 2006

Você






mexe comigo
Transforma meus sentidos
Muda a fluidez do meu sangue
Altera minha respiração
As pernas bamboam,
Deixa tudo desconexo.
antes sensata,
agora louca.
ansiando um minuto ao teu lado
um beijo, um toque.
Você, mexe comigo.


Lindo dia.
Muitos beijos.

sábado, outubro 14, 2006

Domingo

Eu adoro domingo.
É o dia em que me abasteço de fé pra me mover durante a semana toda, vou à igreja de manhã e a noite também, às vezes falto, rsss, mas não gosto, minha semana não fica completa .
Então vim deixar beijos a todos e desejar que o domingo de cada um seja tão gostoso como o meu é pra mim.
KISSES

sexta-feira, outubro 13, 2006

Bom dia.

Como foi o dia das crianças de vocês?
Aqui feriado gostoso, saímos com as crianças pra almoçar fora, passear, comprar os presentes porque eu deixei pro dia, tamanha correria que estou, brincadeiras e final da noite cantando com os dois no videoke, eita coisa boa é esta de cantar, e fazer bagunça, nunca vi povo mais desafinado que nós três, mas valeu pelas gargalhadas, tudo isso claro, regado a muitos analgésicos porque ainda estou com tpm, e minha cabeça parece que vai explodir nestes dias.
Ontem nem fui pra ONG, eles iam passear com as crianças e eu já tinha combinado com meus filhos nossa saída.
Ontem recebi um lindo email, adorei , você é lindo querido amigo, obrigada por fazer parte da minha vida.
Obrigada a todos pelo carinho , no que se refere ao post anterior, muito obrigada.
Lindo dia.
Boa sexta.
Beijos.


quarta-feira, outubro 11, 2006

De novo e de novo ...






Novamente vou falar neste assunto, quem me conhece sabe que volta e meia eu falo disso , mas não posso me calar , quando mais uma vez eu perco alguém que gosto, que estimo, por causa desta doença, por causa do preconceito, da vergonha, da confiança.
Ontem eu perdi uma querida minha de 38 anos , linda, educada, agradável, inteligente, vítima de HIV.
Eu estou triste, bem triste, mas tem algo mais, algo que não sei descrever , tem um pouco de revolta também.
Eu me pergunto como alguém hoje em dia ainda se coloca numa situação de risco, como ainda há pessoas que não usam camisinha, como compartilham seringas???
Porque estas ainda são as maiores causas das contaminações, claro que ainda tem os casos de transfusão de sangue, da mãe para o filho durante a gravidez, parto ou amamentação, e instrumento perfuro-cortante não esterilizado, mas a maioria deles , conseguiriam ser evitados usando-se a camisinha.
Temos que parar de vergonha, ou quem sabe de ignorância mesmo, e não deixar a coisa ir adiante se não for com a Bendita, não importa que tipo de sexo você pratique , sexo vaginal , anal , oral , se com homem , mulher ou com os dois , ela tem que estar no meio.
Não dá mais pra ouvir , como eu já ouvi de "macho", que é como chupar bala de papel, ahh pára.
Outra também que ouço muito, é que : - Eu confio nele(a). Imagina ele não .
Se você tiver que confiar em alguma coisa que seja na camisinha, ela sim é tua amiga.
Esta minha amiga contraiu o vírus do namorado , já estavam juntos a mais de 3 anos, dá pra acreditar ?
Esta frase pra mim diz tudo : Quem vê cara, não vê AIDS.
Tudo isso com certeza não é fácil , exigir com parceiros ocasionais ou mesmo introduzir em relacionamentos já mais antigos, mas faz-se necessário. Mais difícil é você fazer um teste e descobrir-se portador de uma doença incurável . Isto com certeza é muito mais difícil.
Sendo assim, precaução.
Falei.

Lindo dia.
Beijos.

Ouvindo Almir Sater - Peão

terça-feira, outubro 10, 2006

News

Bom dia.
Estou correndo tanto que não consegui vir "blogar" estes últimos dias.
Eu tenho uma rotina muito bem definida, não costumo mudar as coisas, mas este dias foram atípicos, então estou completamente perdida, estou correndo muito com as crianças, minha casa esta "virada no Jiraya", tenho um milhão de coisas pra pintar pro Natal, estou fazendo um curso de hebraico ( curso básico), tem o serviço voluntário que talvez aumenta a carga horária, etc e etc....
Ahh ia esquecendo que ainda pra complicar eu estou na tpm, isso significa, dores, cansaço, choro e carência, dá pra ver que esta semana a coisa vai ficar feia, heheheh
Infelizmente não consegui visitar ninguém, mas hoje tento colocar todas em dia.
Lindo dia.
Muitos beijos.










Não quero rosas, desde que haja rosas.
Quero-as só quando não as possa haver.
Que hei-de fazer das coisas
Que qualquer mão pode colher?

Não quero a noite senão quando a aurora
A fez em ouro e azul se diluir.
O que a minha alma ignora
É isso que quero possuir.

Para quê?... Se o soubesse, não faria
Versos para dizer que inda o não sei.
Tenho a alma pobre e fria...
Ah, com que esmola a aquecerei?...


Fernando Pessoa, 7-1-1935.

Pra mim ele é indiscutivelmente o melhor.
Como ele consegue ser tantos Eus e tão profundamente todos?

domingo, outubro 08, 2006

Your eyes


I feel your eyes looking my life
Where I go wherever I am
I listen your voice
It makes me happy and console
I feel the strenght of your love
Even the world maked me cry
I won't give up trustin you
Because you are and you'll always be
The Lord of my life

Ever and forever
The Lord of my life

(Oficina G3)

sexta-feira, outubro 06, 2006

Epígrafe

De palavras não sei. Apenas tento
desvendar o seu lento movimento
quando passam ao longo do que invento
como pre-feitos blocos de cimento.

De palavras não sei. Apenas quero
retomar-lhes o peso a consistência
e com elas erguer a fogo e ferro
um palácio de força e resistência.

De palavras não sei. Por isso canto
em cada uma apenas outro tanto
do que sinto por dentro quando as digo.

Palavra que me lavra. Alfaia escrava.
De mim próprio matéria bruta e brava
--- expressão da multidão que está comigo.

José Carlos Ary dos Santos



Obrigada a todos pelo carinho no post de ontem , obrigada.
Lindo dia
Muitos beijos.

  • eu sai ontem a noite pra comemorar um aniversário com algumas amigas, cheguei já era hj, e me diverti muito, rsss ;
  • Fic obrigada de todo meu coração;
  • hoje é sexta-feira e eu amo este dia;
  • quando hoje eu falo sobre amor ou paixão , nunca eu estou me referindo ao meu ex, esta história faz parte do passado, ainda bem;
  • ganhei um Ipod, adorei, isso só pra me incentivar nas caminhas, eca.

quinta-feira, outubro 05, 2006

Mais de mim



Comecei este blog a quase 3 anos , fui apresentada a este mundo "bloguístico", pela minha irmãzinha do coração , ele já teve outros nomes , mas quase sempre o mesmo conteúdo.
Surgiu no meio de um momento muito conturbado da minha vida , acabara de descobrir minha compulsão alimentar , em crise no meu casamento , procurando um sentido e uma razão pra muita coisa.
Ele sempre foi pra falar sobre meu dia-a-dia , meu amor, minha dor de amor , sobre a indiferença , sobre traição , sobre meus filhos , sobre meu Deus , sobre minha entrega ao artesanato , a descoberta das minhas paixões.
Eu sou uma pessoa muito franca , transparente , não tenho nenhum problema em me expor , embora isso às vezes me cause problemas , mas ainda sim prefiro continuar sendo fiel a minha essência.
Aqui encontrei pessoas que me ajudaram , me ouviram , algumas me criticaram , outras calaram , muitas me ensinaram e me ensinam todos os dias , eu agradeço a cada pessoa que passa por aqui , que tem paciência de ler, que comenta , as que lêem e não comentam , as que comentam sem ler , todos me deixam algo , com certeza.
Hoje dia 04/10 ( na verdade ontem) faz três anos que entrei pela primeira vez numa reunião de CCA , e eu sou grata a esta irmandade , que me recebeu e me ajudou.
A partir daí aconteceu um despertamento em mim , desde o primeiro dia muita coisa mudou , houve muito aprendizado , muitos "baixos", estive no meu limite , cheguei onde nem em pesadelo achei que chegaria , mas não estive só , contei com muita ajuda , da família , dos amigos "reais" e dos virtuais , de Deus e com certeza com minha própria ajuda. Mas , como não podia deixar de ser , teve muitos "altos", eu sobrevivi , eu cresci , aprendi muito , desenvolvi algumas aptidões que eu sempre tive , mas nunca coloquei em prática , comecei a pintar , eu não aprendo pintura , eu simplesmente pinto , tela , tecido , madeira , paredes , móveis , eu me aperfeiçoe em porcelana fria , eu dei até aulas de pintura em madeira , eu trabalhei fora , eu estudei , a partir do meu gosto pessoal e de muita pesquisa , leitura sobre o tema , eu fiz alguns trabalhos de decoração , que eu simplesmente adoro.
Lembrando de tudo isso agora , eu posso com certeza afirmar " que todas as coisas contribuem para o bem o bem daqueles que amam a Deus , aqueles que são chamados segundo o seu propósito" Rm 8:28.
Este blog é uma paixão, uma supresa a cada visita que faço e um carinho ,um beijo a cada uma que recebo.
Poderia citar vários nomes aqui, mas corre o risco de ser injusta com vcs.
Então , a todos muito Obrigada!

Muitos beijos, muitos .
Lindo dia.

"Tenho pensamentos que, pudesse eu trazê-los à luz e dar-lhes vida, emprestariam nova leveza às estrelas, nova beleza ao mundo, e maior amor ao coração dos homens."
Fernando Pessoa

quarta-feira, outubro 04, 2006

Meu sentido




Cheiro de flor, de perfume, de chuva, de infância, de bebê,de bolo de fubá, de banho,dos meus filhos, do mar, de paixão, de tempero de mãe, de detalhe, de mato, de censura, de café, do amanhacer, de chocolate , de cera no chão, de roupa lavada, de fruta, do teu corpo desejando o meu.
Cheiros ...





O Cheiro de Deus


Roberto Drummond



É de bom aviso prevenir que Vó Inácia Micaéla, uma mulher cega na vizinhança dos 65 anos, com um rifle a tiracolo com o qual conversa como se fosse gente, espera o ataque dos jagunços chefiados pelo Coronel Bim Bim, que prometeu levar sua cabeça para pendurar na parede do sobrado de 28 janelas em Cruz dos Homens. Toda manhã, com o dedo no gatilho do rifle, Vó Inácia exercitava a pontaria, enquanto apurava o olfato de cega para sentir o cheiro de Deus antes da chegada do Coronel Bim Bim. Nos primeiros tempos como cega, Vó Inácia não sabia quando era dia, nem quando era noite, mas descobriu que o dia tinha um cheiro próprio, diferente da noite, e o cheiro da noite era diferente do cheiro de orvalho do dia nascendo, assim como o sábado à noite em Belo Horizonte cheirava ao suor dos amantes.
-Responde, rifle velho de guerra - perguntava Vó Inácia -, e se o cheiro do suor dos amantes for o cheiro de Deus?Vó Inácia acabou por descobrir que a felicidade cheirava, que o amor tinha um cheiro tão parecido com o cheiro do ódio a ponto de pensar que a neta Catula estava amando quando na verdade podia ser o Coronel Bim Bim chegando para cumprir a ameaça de levar sua cabeça para pendurar na parede do sobrado de 28 janelas em Cruz dos Homens. De tanto que apurou o olfato de cega, Vó Inácia sentia no ar o cheiro da chuva que só ia cair daí a dois dias.
-Agora que sou uma cega - dizia Vó Inácia ao rifle a tiracolo -, eu sei: devia ter prestado mais atenção na chuva. Viver é simples, a gente é que complica. Olhar a chuva cair é viver e eu não sabia. Molhar na chuva é viver e eu não sabia. Andar descalça na chuva também é viver. Tive que ficar cega para saber.
Acariciava o rifle a tiracolo e continuava a conversar com ele:
-Eu sempre fui com muita sede ao pote, irmão rifle. A vida tem que ser bebida devagarinho, gole a gole, hoje eu sei que a vida tem que ser degustada como um bom vinho e não é feita apenas da guerra e dos grandes amores. A vida é feita da paz e dos pequenos amores. Ah, o que eu não daria para ver a chuva caindo. Eu sinto o cheiro da chuva, mas não é a mesma coisa.
Vó Inácia respirava fundo, como a sentir o cheiro de Deus e dizia:
-Se eu fosse viver tudo de novo, irmão rifle, com o que aprendi como cega, podendo enxergar como antes, eu ia prestar muita atenção nas pessoas. Ia saber cada coisa delas, não apenas a cor dos olhos e como é o nariz e o cabelo e os jeitos e trejeitos. Ia saber como minha neta Catula masca a ponta do cabelo fulvo fazendo um barulho com os dentes como o bicho-da-seda comendo uma folha de amora. Catula faz assim desde menina, mas eu não a observei como devia assim como não observei a chuva em Cruz dos Homens. Ah, rifle velho de guerra, eu não tive tempo para observar as pessoas. Mas hoje eu sei: meu maior pecado foi não ter observado como devia meu tio e marido Old Parr Drummond...


Que hoje possamos estar mais atentos as pequenas coisas da nossa vida, são elas que fazem toda a diferença, com certeza.


Lindo dia.


Muitos bejios

terça-feira, outubro 03, 2006

Meio assim, assim






Brilho ofuscado, coraçao apertado.
Na garganta um grito sufocado, uma confusão de idéias, de sentimentos, dores,
amores e desamores, bem verdade que mais desamores.
Anseio por algo novo, novos caminhos, novos cheiros, olhares.
Quero pincelar com todas as cores meu caminho,
Quero encenar o melhor papel,
ser a inspiração pra poesias, pra melodia, pra rimas e cantigas .
Quero poder querer-te, do jeito que és, com tudo que trazes, sem medo, pudor, regras ou conveniências
Te quero de olhos aberto, te quero acordada.
Fecharia meus olhos só em teus braços, entre teus abraços, tocando teus lábios ....
Quero gritar, mas quem ouviria?
A quem importa toda esta confusão, tantas palavras desconexas?


Nem vou reler o que escrevi, porque com certeza irei apagar.








Cantiga de Amigo

"Ai flores, ai flores do verde pino,
se sabedes novas do meu amigo!
ai Deus, e u é?
Ai flores, ai flores do verde ramo,
se sabedes novas do meu amado!
ai Deus, e u é?
Se sabedes novas do meu amigo,
aquel que mentiu do que pôs comigo!
ai Deus, e u é?
Se sabedes novas do meu amado,
aquel que mentiu do que mi há jurado!
ai Deus, e u é?"
(...)

D. Diniz


Muitos beijos


Obs: Roby não consigo abrir seu blog, desculpa.
Obs: fiquei pensando numa rima pra Andréia, geléia, centopéia, a pior véia, hehehehehe
Obs: pq de um poema tão antigo? Ahh só pq eu gosto do trovadorismo mesmo.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Pássaros na janela/Tereza




Eles sempre estiveram lá
eu não ouvia.
A calmaria nunca fez parte de mim,
Até acontecer o despertamento
Você tem parte nisso.
Hoje eles cantam na minha janela
Eu os ouço e assim também acontece com o cicio suave.


Caso pluvioso

A chuva me irritava. Até que um dia
descobri que Maria é que chovia.
A chuva era Maria.E cada pingo
de Maria ensopava o meu domingo.
E meus ossos molhando, me deixava
como terra que a chuva lavra e lava.
Eu era todo barro, sem verdura...
Maria, chuvosíssima criatura!
Ela chovia em mim, em cada gesto,
pensamento, desejo, sono, e o resto.
Era chuva fininha e chuva grossa,
matinal e noturna, ativa...Nossa!
Não me chovas, Maria, mais que o justo
chuvisco de um momento, apenas susto.
Não me inundes de teu líquido plasma,
não sejas tão aquático fantasma!
Eu lhe dizia em vão - pois que Maria
quanto mais eu rogava, mais chovia.
E chuveirando atroz em meu caminho,
o deixava banhado em triste vinho,
que não aquece, pois água de chuva
mosto é de cinza, não de boa uva.
Chuvadeira Maria, chuvadonha,
chuvinhenta, chuvil, pluvimedonha!
Eu lhe gritava: Pára! e ela chovendo,
poças dágua gelada ia tecendo.
Choveu tanto Maria em minha casa
que a correnteza forte criou asa
e um rio se formou, ou mar, não sei,
sei apenas que nele me afundei.
E quanto mais as ondas me levavam,
as fontes de Maria mais chuvavam,
de sorte que com pouco, e sem recurso,
as coisas se lançaram no seu curso,
e eis o mundo molhado e sovertido
sob aquele sinistro e atro chuvido.
Os seres mais estranhos se juntando
na mesma aquosa pasta iam clamando
contra essa chuva estúpida e mortal
catarata (jamais houve outra igual).
Anti-petendam cânticos se ouviram.
Que nada! As cordas d'água mais deliram,
e Maria, torneira desatada,
mais se dilata em sua chuvarada.
Os navios soçobram. Continentes
já submergem com todos os viventes,
e Maria chovendo. Eis que a essa altura,
delida e fluida a humana enfibratura,
e a terra não sofrendo tal chuvência,
comoveu-se a Divina Providência,
e Deus, piedoso e enérgico, bradou:
Não chove mais, Maria! - e ela parou.

(Carlos Drummond de Andrade)
 
//