Seguidores

terça-feira, outubro 14, 2014

Quero mais ...

EFEITOS DA EMBRIAGUEZ
minhas veias fervem
meu sangue escorre em meu decote
(se eu os tivesse)
se eu pudesse empregar o verbo
nesse tempo e nesse modo.
são os efeitos amigos
do idílio descoberto entre poetas
entre poesias e "anjas"
recomeçado na embriaguez das palavras
e que a natureza se encarregou de duplicar.
florescem ainda mais os textos
que se plantam em meio ao caos do querer
caminhos
distantes
ruas e eu
somente um eu
misturado a essa loucura desenfreada
dos murmúrios que você me
proporciona
com seus martelos de destravar silêncios.

eu falo que são boas lembranças
você fala que não parecem lembranças
então refaço minhas impressões:
são esperanças
não bebo mais a doce bebida da poesia 
a me embriagar
mas ainda me embriago
com a sua imagem
esteja onde estiver:
de viagem
de ida
de volta
da janela do décimo andar
ou daqui
dessas terras das alterosas.
e as taças ainda nem estão vazias...

Doces

Vicente

Nenhum comentário:

 
//